Quinta da Bonjóia (Porto)

A Quinta da Bonjóia é uma quinta que fica localizada na freguesia de Campanhã, na cidade do Porto, em Portugal.

A Quinta da Bonjóia fica situada nos arredores da Igreja de Campanhã e da Estrada da Circunvalação.

História da Quinta da Bonjóia

Bonjói ou Bonjóia, é um topónimo antigo, conhecido desde os tempos medievos.

No local onde está localizada a Quinta da Bonjóia, houve uma quinta pertencente ao chantre da Sé do Porto, Martim Viegas.

Martim Viegas deixou essa propriedade a Maria Martins e ao seu marido, Afonso Dinis.

Este casal ofereceu a propriedade, em doação, ao cabido da Sé, em 1402.

A partir daí, foi gerida pelos cónegos da Sé.

Posteriormente, foi gerida por D. Mécia Aranha e Manuel Gonçalves, seu esposo, conservando-se nesta família.

A Quinta da Bonjóia é uma quinta que fica localizada na freguesia de Campanhã, na cidade do Porto, em Portugal (Autor: Henrique Matos)

A Quinta da Bonjóia é uma quinta que fica localizada na freguesia de Campanhã, na cidade do Porto, em Portugal (Autor: Henrique Matos)

No ano de 1758, a Quinta terá sido comprada ao cabido por D. Lourenço Amorim da Gama Lobo, natural de Ponte de Lima, fidalgo-cavaleiro da Casa Real, que contraiu núpcias com Maria Violante Guimarães, filha de um comerciante do Porto que tinha uma quinta que convizinhava, a poente, com a de Bonjóia.

Terá sido, então, D. Lourenço que terá mandado edificar o palacete, em 1759, cuja autoria é atribuída, talvez, a Nicolau Nasoni, pelas semelhanças do seu estilo, materializado, por exemplo, na Torre dos Clérigos e do Palácio do Freixo, com a Casa da Bonjóia.

A obra de pedraria foi feita por Miguel dos Santos.

Contudo, o edifício nunca foi concluído, porque o seu prolongamento para leste nunca foi finalizado. Falta-lhe, pois, a ala nascente.

A porta principal é ornamentada com as armas de D. Lourenço, voltada para norte, para a Rua da Bonjóia.

Ficou célebre pela sua fachada sul, mesmo sem torre, com uma majestosa torre quadrangular a um extremo, com janelas e portas decoradas ao gosto rocaille e com uma pequena escadaria exterior trabalhada.

A sua localização é estratégica, voltada para um patamar de jardim e para o Vale de Campanhã, avistando o Douro, ao fundo.

Depois do falecimento de D. Lourenço, o seu filho, D. António Amorim da Gama Lobo, e a sua esposa, D. Maria do Carmo de Portugal e Meneses, tornam-se os herdeiros.

Falecendo sem descendentes, D. António deixa a quinta à viúva, passando a ser propriedade da família Portugal e Meneses, por intermédio da sobrinha, D. Maria Natividade Guedes de Portugal e Menezes, filha dos Viscondes da Costa, e ao esposo, o conselheiro José Guedes Brandão de Melo, que era seu esposo e familiar de sangue.

A Quinta da Bonjóia foi para o seu descendente mais novo, Dom José Brandão de Melo.

Terá sido vendida ao Juiz Abílio Augusto Mendes de Carvalho, no ano de 1935.

Todavia, sofreu algumas modificações pontuais e ter-se-á degradado com a sua não-utilização, desde essa época, ao longo de várias décadas.

Quinta da Bonjóia em Poder Público Local

Finalmente, em 1995, a Câmara Municipal do Porto adquiriu a propriedade, triste, arruinada e mal cuidada.

Após uma profunda remodelação e restauro, a quinta, com um grande espaço verde, revela-se como sede de fundações de foro social, tais como:

–  a Fundação para o Desenvolvimento Social do Vale de Campanhã, primeiramente;

–  a Fundação para o Desenvolvimento Social do Porto que ocupa, presentemente, o edifício.

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: ,
Publicado em Quintas de Portugal
Um comentário sobre “Quinta da Bonjóia (Porto)
  1. Anabela Silva disse:

    Adorava saber mais sobre a historia da quinta de Bonjoia! Ainda sou do tempo do casal sobrevivente da quinta, tentei entrar,mas por pena minha nunca consegui, mas adorava saber mais … Obrigada! Anabela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo