Palácio de Seteais

O Palácio de Seteais é um palácio neoclássico, situado no centro histórico da Vila de Sintra, a poucos metros da conhecida Quinta da Regaleira e com vista para a Serra de Sintra.

História do Palácio de Seteais

Foi foi construído no século XVIII a mandato do cônsul holandês, Daniel Gildemeester, num terreno cedido pelo Marquês de Pombal.

Este palácio é composto por dois corpos de planta composta, a ala esquerda em forma de U, e a ala direita em forma rectangular. As fachadas de cada ala são completamente simétricas.

Outros ornamentos típicos também estão presentes, nomeadamente, os frontões triangulares, as janelas de guilhotina e uma escada de dois braços.

Imagem do Palácio de Seteais (Autor: HistoriaDePortugal.info)

Imagem do Palácio de Seteais (Autor: HistoriaDePortugal.info)

Na ala esquerda é onde está a Sala Pillement, com obras figurativas compostas pelo autor Jean Baptiste Pillement, e a Sala da Convenção com diversas alusões marítimas e mitológicas.

O Palácio de Seteais recebeu uma menção na popular obra de Eça Queirós, “Os Maias”, por estar em abandono.

A situação actual é bem diferente e o palácio é agora um hotel de luxo e restaurante da Sociedade Hotel Tivoli.

Imagens do Palácio de Seteais

Vídeo do Palácio de Seteais

Partilha!Share on Facebook105Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest3Share on LinkedIn0Share on Reddit0Share on VKEmail this to someone

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Palácios de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo