Mosteiro de Tibães (Braga)

Situado entre Braga e Barcelos, mais precisamente, 6km a noroeste de Braga, em Portugal, fica o Mosteiro de Tibães (Mosteiro de S. Martinho de Tibães), que outrora serviu como primeira Casa-Mãe da Congregação Beneditina em [[Portugal]].

Este é um edifício de rara beleza, com uma grande extensão de jardins, que outrora esteve em processo de degradação contínua, mas que recentemente foi restaurado e serve agora como local de alojamento e restaurante, além de possuir salas de exposição, reuniões e congressos.

O Mosteiro de Tibães é atualmente Património Nacional, afeto ao Ministério da Cultura, tendo sido classificado, em 1944, como Imóvel de Interesse Público.

Além disso, este espaço encontra-se também protegido, segundo lei divulgada em Diário da República, por uma Zona Especial de Proteção.

História do Mosteiro de Tibães

Tendo sido fundado entre finais do século X e inícios do século XI, o Mosteiro foi reconstruído no último terço do século XI.

Através do apoio real e por lhe terem sido concedidas Cartas de Couto, o Mosteiro de s. Martinho de Tibães transformou-se num dos mais ricos e poderosos mosteiros do norte de Portugal.

Situado entre Braga e Barcelos, mais precisamente, 6km a noroeste de Braga, em Portugal, fica o Mosteiro de Tibães (Autor: Joseolgon)

Situado entre Braga e Barcelos, mais precisamente, 6km a noroeste de Braga, em Portugal, fica o Mosteiro de Tibães (Autor: Joseolgon)

Já entre os séculos XIV e XVI, com o Movimento da Reforma e com o fim da crise religiosa dos séculos XIV a XVI, este veio a assistir à fundação da Congregação de S. Bento de Portugal e do Brasil, passando a tornar-se na Casa Mãe de todos os mosteiros beneditinos, bem como em centro difusor de culturas e estéticas.

Além disso, o Mosteiro de S. Martinho de Tibães ganhou também importância com a sua transformação em estaleiro-escola, onde se formou um grande conjunto de arquitetos, entalhadores, douradores, mestres pedreiros e carpinteiros, imaginários, escultores, enxambradores, e outros cuja atividade produtiva se fez notar um pouco por todo o Noroeste da Península Ibérica, ficando assim ligada ao que de melhor se fez na arte portuguesa dos séculos XVII e XVIII.

É, aliás, no desempenho deste papel que o Mosteiro de Tibães acaba por se tornar numa das mais belas peças arquitectónicas do país e também no mais importante conjunto monástico da ordem de S. Bento do Noroeste da Península Ibérica, passando, entre os séculos XVII e XVIII, por diversas campanhas de reconstrução e ampliação, bem como de decoração e redecoração, que lhe deixaram uma grande riqueza de marcas estilísticas, que vão desde o maneirismo tardio ao rocaille.

Já no século XIX, devido à extinção das ordens religiosas em Portugal (1833-1834), o Mosteiro de S. martinho de Tibães acabou por ser encerrado, começando os seus bens, móveis e imóveis, a ser vendidos em hasta pública. Este processo de despojo termina apenas no ano de 1864, quando o próprio edifício acaba por ser vendido.

Nessa altura, o Mosteiro deixa de exercer as funções para as quais havia sido construído, mantendo-se apenas em funcionamento, servindo a paróquia de Tibães, a Igreja que fica mesmo à entrada do conjunto arquitetónico. Mais tarde, principalmente a partir de 1970, o Mosteiro começou a assistir à delapidação dos seus bens e ao seu abandono.

Em 1986, o Estado Português passou a adquirir o Mosteiro de Tibães e iniciou, desde então, um projeto de recuperação que veio a dar os seus frutos, permitindo assim que o público passasse a poder usufruir novamente da riqueza e beleza do Mosteiro de Tibães, por dotá-lo de um maior dinamismo cultural.

Como Chegar ao Mosteiro de Tibães

Para receber informações sobre como chegar ao Mosteiro de S. martinho de Tibães, basta que você envie um email (sem assunto, nem texto) para [email protected] .

Se você possui um sistema de GPS, então bastará marcar as coordenadas:

41º 32′ 21.65” N

08º 28’43.53” W

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: ,
Publicado em Mosteiros de Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo