Manuel Teixeira Gomes

Manuel Teixeira Gomes nasceu em Vila Nova de Portimão a 27 de Maior de 1860 (Autor: Imagem em domínio público)

Manuel Teixeira Gomes nasceu em Vila Nova de Portimão a 27 de Maior de 1860 (Autor: Imagem em domínio público)

Manuel Teixeira Gomes nasceu em Vila Nova de Portimão a 27 de Maior de 1860.

Destacou-se como estadista e escritor, no entanto iniciou a sua carreira política como diplomata, vindo a ser Presidente da República em 1923-1925, na altura em que o regime parlamentar vivia e atravessava alguns dos seus mais críticos instantes.

Biografia de Manuel Teixeira Gomes

Foi educado pelos pais, até entrar no Colégio de São Luís Gonzaga em Portimão, mas aos 10 anos foi estudar para o seminário de Coimbra, onde completou o ensino secundário. Ao completar os 15 anos de idade, Manuel Teixeira Gomes entra para a universidade onde iniciou o curso de medicina. Contudo acabou por desistir cedo e, contrariando a vontade do pai, mudou-se para a capital, Lisboa. Na capital acabou por conhecer algumas figuras importantes da cultura literária da época, como Marcelino Mesquita, João de Deus, Gomes Leal e António Nobre.

Apesar de contrariado, o seu pai continuou a apoiar financeiramente a nova vida de cariz boémia permitindo assim que Manuel Teixeira Gomes conseguisse desenvolver uma forte atracção pelas artes, nomeadamente na literatura, pintura e escultura, tendo-se definido pela literatura, não deixando contudo de ter apreciado as outras artes, tornou-se amigo de grandes mestres, como Columbano Bordalo Pinheiro ou Marques de Oliveira.

Harmonizado com o pai, em 1891, partiu para uma longa viajem pela Europa, Norte de África e Próximo Oriente, a fim de negociar os frutos secos produzidos por uma sociedade agrícola familiar. Esta viagem desempenhou um importante enriquecimento pessoal.

Manuel Teixeira Gomes depois da Implantação da República, passou a ter um papel político mais activo e em Abril do ano de 1911 foi nomeado para o cargo de embaixador de Portugal em Inglaterra. Depois de uma breve passagem pela capital espanhola, também como embaixador, e de ter representado o país na Sociedade das Nações, em 1922 regressou a Portugal.

No dia 6 de Agosto do ano de 1923 foi eleito Presidente da República, mas o seu mandato apenas aguentou 2 anos pois, as permanentes convulsões políticas e sociais levaram-no a demitir-se no dia 11 de Dezembro de 1925. Fundamentou a demissão defendendo que desejava dedicar-se unicamente à literatura e uma semana depois, no dia 17, embarcou no paquete grego Zeus rumo à Argélia. Veio a instalar-se na cidade de Bougie onde ficou até morrer no dia 18 de Outubro de 1941.

Ao longo da sua vida escreveu várias obras literárias entre as quais, Cartas sem Moral Nenhuma, Agosto Azul, Sabrina Freire, Desenhos e Anedotas de João de Deus, Gente Singular, Cartas a Columbano, Novelas Eróticas, Regressos, Miscelânea, Maria Adelaide, Carnaval Literário.

Porém, a mais notável constante da sua escrita estará provavelmente no impulso de transfiguração da experiência pessoal em produtos esteticamente acabados.

Destacado pela escrita, Manuel Teixeira Gomes deixou uma importante obra literária, integrada na corrente nefelibata e uranista. Como político exerceu cargos de elevado estatuto como, embaixador de Portugal e Presidente da República que lhe destacaram algum mérito. As suas obras completas estão disponíveis ao grande público através da edição recente.

Imagens de Manuel Teixeira Gomes

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Literatura de Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo