Jorge Sampaio

Jorge Sampaio (Jorge Fernando Branco de Sampaio) foi o terceiro Presidente de Portugal, eleito na vigência da Terceira República Portuguesa e cujo mandato ocorreu dentre os anos 1996 e 2006.

Nasceu na cidade de Lisboa em 1939 e realizou seus estudos de advocacia na Universidade de Lisboa, na Faculdade de Direito, onde formou parte da Associação acadêmica da Faculdade entre 1960 e 1961, onde foi eleito Presidente.

Também foi nomeado Secretário-Geral da Reunião Inter Associações Acadêmicas (RIA) entre 1961 e 1962. Desta forma, participou ativamente durante a crise académica da década de 1960, que foi um movimento estudantil de contestação e que durou até o fim da ditadura em 1974.

Foi licenciado em 1961, continuando com sua oposição á Ditadura Salazarista, envolvendo-se na defesa de oposicionistas presos, no Tribunal Plenário de Lisboa.

Em 1969 foi candidato para as eleições da Assembleia Nacional, dentro das listas das Comissões Democráticas Eleitorais (CDE).

Jorge Sampaio e a Revolução dos Cravos

Logo do fim da ditadura, Sampaio integrou-se em alguns movimentos de esquerda próximos ao Partido Socialista como na fundação do Movimento de Esquerda Socialista (MES) e o Grupo de Intervenção Socialista, mas se afastou rapidamente do projeto do MAS por discrepâncias ideológicas.

Igualmente, em 1975 fundou o grupo conhecido como Intervenção Socialista, mas finalmente em 1978 formou parte ativa do Partido Socialista, movimento político onde permanece na atualidade.

Jorge Sampaio (Autor: Agência Brasil)

Jorge Sampaio (Autor: Agência Brasil)

A partir deste ano e até 1984, participou como membro da Comissão Europeia para os Direitos Humanos, no Conselho da Europa.

Foi nomeado Presidente do Partido no período compreendido entre os anos 1987 e 1988.  Posteriormente, tomaria as funções no que toca às Relações Internacionais do Partido Socialista, ocupando também o cargo de co-Presidente do “Comité África” ao nível internacional do grupo.

Já no seguinte ano é eleito deputado à Assembleia da República, passando a ser nomeado Secretário Geral pelo círculo de Lisboa e foi reeleito várias às vezes nos anos 1980, 1985, 1987 e 1991.  Do mesmo modo, foi designado pela Assembleia da República como membro do Conselho de Estado.

Em 1989 ocupou a Presidência da Câmara Municipal de Lisboa, cargo que ocuparia novamente em 1993.

Jorge Sampaio na Presidência da República

Para o ano de 1995, Jorge Sampaio decidiu se candidatar à Presidência da República de Portugal, eleição que ganhou na primeira volta aos seus opositores Aníbal Cavaco Silva e Jerónimo de Sousa com mais do 53% dos votos favoráveis. Foi reeleito nas eleições de 2001 se estabelecendo como o terceiro governante eleito após a restauração da democracia em Portugal, durante um prolongado mandato que durou um decênio. Seu trabalho como Presidente tem sido sempre caracterizado como um governo sem polêmicas nem controvérsias, com uma atitude moderada e prudente.

No seu governo foi um grande impulsionador dos aspectos culturais e sociais, além no campo da economia, onde ajudou na criação em Portugal da Associação Empresarial para a Inovação, COTEC, órgão privado internacional sem fins lucrativos que promove a competitividade das empresas portuguesas através da inovação e da difusão do conhecimento residente no país.

Logo do término do seu mandato, em 2006 ocupou a função de Secretário-Geral das Nações Unidas e em 2007 foi nomeado Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações.

Recebeu numerosos reconhecimentos e condecorações, além de receber distinções internacionais, dentre as que destacam o Grande-Colar da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito, e Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique e o Grande-Colar da Ordem da Liberdade em Portugal e Grã-Cruz da Ordem Nacional da Legião de Honra de França e a Grã-Cruz da Ordem Real Vitoriana da Grã Bretanha e Irlanda do Norte.

m 2004 recebeu o prêmio Carlos V, outorgado pela Academia Europeia de Yuste pelo seu desempenho na unificação da Europa e suas contribuições para a cultura, as ciências e a historia no continente.  Em 2010 as universidades de Coimbra e de Lisboa lhe outorgaram em atos comemorativos diferentes o grau de Doutor Honoris Causa.

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: ,
Publicado em Presidentes da Républica, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo