Gare do Oriente

Certamente que todos já ouviram falar da Gare do Oriente ou não fosse esta a estação rodoviária mais importante de Lisboa. Esta gare é também para alguns conhecida como a Gare Intermodal De Lisboa designada pela sigla GIL ou ainda por Estação Ferroviária de Lisboa – Oriente.

Este local foi construído à luz de um projeto do arquiteto espanhol conhecido pelo nome de Santiago Calatrava, tendo sido concluída no ano de 1998 de forma a servir para os visitantes da Expo 98 e, mais tarde, do Parque das Nações. A sua inauguração foi realizada no dia 19 de Maio de 1998 e já na altura foi ponderada como sendo a maior estação intermodal no território português.

No que respeito à sua arquitetura, a citada gare é caraterizada por um único átrio com grandes dimensões e que se estende sobre a nave abrindo-se apenas nos seus topos por cima das vias ferroviárias e com uma comunicação através de escadas situadas lateralmente.

A sua realização artística teve como objetivo o realçar dos Oceanos de forma a perpetuar a sua importância. Desta forma podem ser observadas neste cais estruturas metálicas que se parecem com velas e proas dos barcos e os gradeamentos dos cais e das escadas parecem-se com ondas. Estas “ondas” foram elaboradas com ilusão otica de forma a quem passa e as observa parece vê-las ondular. No que respeita às colunas aí existentes, estas encontram-se cobertas por elementos de metal parecidos com arpões. As luzes foram colocadas de forma a valorizar todo o ambiente descrito.

A Quem Serve a Gare do Oriente?

A estação do Oriente ou a Gare do Oriente, como gostar mais, baseia-se num ponto de convergência da rede completa dos transportes públicos e que serve toda a zona oriental de Lisboa, articulando serviços como o metro, o comboio, os autocarros e os táxis. Quem viajar até lá na sua própria viatura também não vai ter grande dificuldade de estacionamento uma vez que por ali ficam vários parques onde pode arrumá-la.

Imagem da Galeria Inferior da Gare do Oriente (Autor: João Pimentel Ferreira)

Imagem da Galeria Inferior da Gare do Oriente (Autor: João Pimentel Ferreira)

À sua volta podem ser visitadas áreas da cidade que foram recentemente reabilitadas como é o caso da zona ribeirinha, onde foram construídos alguns bairros habitacionais. O seu polo dinamizador consiste no Parque das Nações que deu lugar à Expo 98 como já foi referido. Neste lugar podem ser encontradas diversas atrações como jardins e parques com vista panorâmica sobre a Ponte Vasco da Gama. Pode também ser visitado o Oceanário, o Pavilhão do Conhecimento bem como o Pavilhão Atlântico, onde os grandes concertos são realizados. Aqui também pode ser visitado o Centro Comercial Vasco da Gama, com um grande número de lojas e restaurantes.

Perto deste local podem também ser encontrados outros pontos de interesse publico que não apenas locais de divertimento. Desta forma podemos enumerar os seguintes: a quarta Esquadra de Segurança aos Transportes Públicos, a Farmácia Gare do Oriente, o Hospital de Santa Maria e os Bombeiros Sapadores de Lisboa.

Quem visita a cidade de Lisboa onde fica situada esta gare pode também ficar alojado num dos vários hotéis que ficam situados por ali perto.

Imagens da Gare do Oriente

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Arquitetura de Portugal, Edifícios de Portugal, Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo