Forte de Santa Marta

O Forte de Santa Marta, de carácter militar, está situado na margem direita da foz da Ribeira dos Mochos, na Freguesia e Concelho de Cascais.

História do Forte de Santa Marta

Data do século XVII, provavelmente da década de 40, sob a protecção de D. Luís de Meneses, então governador da Praça de Cascais, no entanto, terá sido uma das construções mais tardias do restante conjunto de fortes de Cascais.

Está edificado em cima do mar, sob um maciço rochoso. Graças ao farol mais tarde construído e inserido no próprio forte, este está bem assinalado.

O forte tem uma arquitectura militar, de começo barroco.

É composta por três corpos rectangulares de áreas diferentes, unidos e contíguos, onde então se destaca o espaço da bateria rectangular de grandes dimensões virada ao mar, construída coma intenção de impedir a aproximação de armadas inimigas à baía, a esta varanda estava encostado o parapeito com a frente virada para lados opostos.

A casa-forte situava-se na retaguarda do forte.

Já na segunda metade do século XVIII o Forte de Santa Marta foi sujeito a várias obras, sendo que as mais notórias se realizaram entre nos anos de 1762 e 1763, durante as quais se destacou a ampliação do parapeito, virado à foz da Ribeira do Mocho, com o objectivo de reforçar o seu poder ofensivo.

As obras realizadas em 1793 levaram a cabo intervenções de maior profundidade, designadamente uma nova organização funcional da bateria e dos aquartelamentos.

Forte de Santa Marta (Autor: Jaime Silva)

Forte de Santa Marta (Autor: Jaime Silva)

Após o desactivo das suas funções militares, em 1864, foi ordenado a construção de um farol, nas imediações do forte de Santa Marta, ficando a obra a cargo do arquitecto Francisco Pereira Silva, que então desenhou uma torre quadrangular de oito metros de altura, que mais tarde se viria a erguer no topo este da bateria.

No fim da conclusão da sua construção, datada do ano 1867, o Farol de Santa Marta, cruzando com o Farol de Nossa Senhora da Guia, passou a sinalizar toda a zona de Cascais onde está implantado.

Durante todo o século XX, tanto o Forte como o Farol de Santa Marta, entrou em progressiva degradação, dadas estas condições as identidades locais propuseram-se a recuperar e dar uma nova vida ao espaço.

Foi com colaboração da Câmara Municipal de Cascais e do Estado Maior da Armada Portuguesa, em 2006, que se iniciaram as obras de recuperação da estrutura do forte.

Esta requalificação ficou a cargo dos arquitectos Francisco Aires Mateus e Manuel Aires Mateus e permitiu que as deterioradas instalações do antigo forte se transformassem num espaço de cultura e lazer, contudo mantendo as mesmas funções de sinalização costeira.

Hoje em dia, o Forte de Santa Marta alberga o Complexo Museológico de Santa Marta, um projecto dedicado à história, património e tecnologia dos faróis portugueses.

Acrescentando, O Forte e Farol de Santa Marta encontram-se também classificados como Imóvel de Interesse Público.

Imagens do Forte de Santa Marta

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Fortes de Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo