Fonte Luminosa (Alameda)

Situada em Lisboa, mais precisamente na Alameda Dom Afonso Henriques, a Fonte Luminosa da Alameda foi construída na década de 40 (séc. XX), por iniciativa do ministro das Obras Públicas, à época Duarte Pacheco, com o objetivo de assinalar o abastecimento de água, de modo regular, a toda a zona oriental da cidade.

Foi projetada em 1938 pelos arquitetos e irmãos Carlos e Guilherme Rebello de Andrade, sendo os seus baixos-relevos da autoria de Jorge Barradas e as suas esculturas da autoria de Diogo de Macedo e de Maximiano Alves, e foi inaugurada em 30 de Maio de 1948. Recebeu este nome devido aos seus belíssimos jogos de luz e de água. Em 2007, a Fonte Luminosa parou de funcionar, não só devido ao seu elevado estado de degradação, mas também devido ao vandalismo.

Em 2012, a Câmara Municipal de Lisboa deu por concluídas as obras de reabilitação do conjunto arquitetónico e monumental, cujo principal objetivo passou por retomar os jogos de água, recuperar o interior e o exterior da Fonte e permitir que esta fosse visitada pelo público.

Descrição da Fonte Luminosa

A Fonte Luminosa da Alameda é alimentada pela água depositada no grande lago, através de um sistema automático composto por quatro bombas de água que se encontram situadas nos torreões laterais e por baixo do lago. A água é sugada e direcionada para as duas galerias superiores, caindo a partir das 13 janelas que se encontram no alto do corpo central. A água cai daí para as grandes taças de queda dupla e depois segue primeiro para o lago superior contracurvado e finalmente para o lago inferior que assume a forma de uma elipse.

A Fonte Luminosa da Alameda foi construída na década de 40 (séc. XX), por iniciativa do ministro das Obras Públicas, à época Duarte Pacheco, com o objetivo de assinalar o abastecimento de água, de modo regular, a toda a zona oriental da cidade (Autor: Tiago J. G. Fernandes)

A Fonte Luminosa da Alameda foi construída na década de 40 (séc. XX), por iniciativa do ministro das Obras Públicas, à época Duarte Pacheco, com o objetivo de assinalar o abastecimento de água, de modo regular, a toda a zona oriental da cidade (Autor: Tiago J. G. Fernandes)

Por baixo do lago existe ainda uma bomba de água que alimenta as várias estátuas, ou figuras alegóricas, representando um Tritão montado num cavalo (ao centro), rodeado por quatro tágides e treze nereides.

Visitas à Fonte Luminosa

Atualmente é possível ver os jogos de água em funcionamento diariamente entre as 12h e as 15h e entre as 18h e as 23h (jogos de água). Os jogos de luz podem ser apreciados diariamente 15 minutos após o pôr do sol.

O interior da Fonte também pode ser visitado ao sábado, entre as 15h e as 17h. Nessa visita é possível observar as tubagens e bombas, quase todas elas originais, que continuam a dar vida aos jogos de água.

Imagens da Fonte Luminosa

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , , ,
Publicado em Estátuas de Portugal, Fontes de Portugal, História, História de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo