Castelo de Tomar

O Castelo de Tomar, como o nome indica, fica situado na cidade de Tomar, concelho de Tomar, Distrito de Santarém, na freguesia de São João Baptista.

É um castelo templário, localizado na margem direita do Rio Nabão, que integrou, à época da Reconquista, a chamada linha do Tejo, juntamente com outros com o mesmo estilo de construção, como são os caso dos Castelos de Almourol, Idanha, Monsanto, Pombal e Zêzere.

O Castelo Medieval

Dada a importância da existência de uma fortificação que complementasse a linha defensiva do acesso por Santarém àquela que era nessa altura a capital de Portugal, Coimbra, ao fim de um ano no Castelo de Cera que se encontrava arruinado, D. Gualdim Pais, o mestre da Ordem dos Templários em Portugal, decidiu construir um novo castelo que ficasse num local mais adequado e que serviria como a sede da Ordem dos Templários no país.

Apesar de não haver certezas sobre o motivo real que levou à opção pela construção de um novo castelo e à não reforma do Castelo de Cera, provavelmente isso aconteceu devido à necessidade de um local estrategicamente mais vantajoso, e daí a decisão de se construir o novo castelo num outeiro na margem direita do rio Nabão, por forma a dominar a planície. Assim, construção do castelo iniciou-se em 1 de Março de 1160, conforme uma inscrição visível nos seus muros.

Mediante o compromisso de povoar a região, D. Gualdim Pais concedeu o 1º foral ao Termo de Tomar logo no ano de 1162, sendo este documento confirmado mais tarde em 1174. Em 1165 foram concedidos à Ordem dos Templários também os domínios de Idanha e de Monsanto.

O Castelo de Tomar, como o nome indica, fica situado na cidade de Tomar, concelho de Tomar, Distrito de Santarém, na freguesia de São João Baptista. (Autor: Juntas @ Wikipedia)

O Castelo de Tomar, como o nome indica, fica situado na cidade de Tomar, concelho de Tomar, Distrito de Santarém, na freguesia de São João Baptista. (Autor: Juntas @ Wikipedia)

Além disso, em 1169, foi prometido que 1/3 das terras que a Ordem conquistasse ao Sul do Tejo lhes seriam dadas. Em 1170, a Linha do Tejo foi reforçada com a construção do Castelo de Almourol.

Em 1190, sob o reinado de D. Sancho I, as tropas do califa Abu Yusuf Ya’qub al-Mansur fizeram uma incursão de Sul para Norte, conquistando uma terra após outra, até que chegou à Linha do Tejo. Daí, eles cercaram Santarém, destruindo Torres Novas e Abrantes até que alcançaram Tomar. Após uma dura batalha em que os Templários defenderam corajosamente o Castelo de Tomar, este também foi conquistado.

Em 1312, com a extinção da Ordem dos Templários pelo Papa Clemente V, o rei D. Dinis resolveu acautelar a posse dos bens dela no reino. Assim, para que esses bens fossem bem administrados, D. Dinis criou a Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo, em 1321 e transferiu-lhes o património da antiga Ordem. Em 1338, a sede da nova Ordem passou para o Castelo de Tomar.

O Infante D. Henrique foi um dos que residiram no Castelo de Tomar, na qualidade de Governador da Ordem de Cristo. Mais tarde, durante os reinados de D. Manuel I e de D. João III, o castelo foi objeto de obras de restauração e reforço, aquando da ampliação do Convento de Cristo.

Em 1499, por ordem de D. Manuel I, a população que residia dentro das muralhas do Castelo foi obrigada a transferir-se para a vila, junto ao rio.

Castelo de Tomar na Atualidade

São poucas as informações disponíveis sobre o Castelo de Tomar após o reinado de D. João III. Sabe-se que em 1618 foi demolida a torre Noroeste de forma a se ampliar a entrada no recinto do castelo. Nos nossos dias, o Castelo de Tomar encontra-se relativamente bem conservado.

A vila de Tomar, onde o Castelo se situa, foi elevada pela rainha D. Maria II de Portugal à categoria de cidade, no dia 13 de Fevereiro de 1844.

Em 1973 foram realizados alguns trabalhos de restauro ao piso do adarve no troço da muralha entre a Porta do Sol e a Torre da Rainha. Em 1886 foram realizados trabalhos de consolidação da muralhas junto à Porta do Sangue.

Desde 23 de Junho de 1918, o castelo está classificado como Monumento Nacional, tendo recebido da parte da Assembleia geral da UNESCO a classificação de Património da Humanidade de 27 a 30 de Junho de 1983).

Vídeo do Castelo de Tomar

Partilha!Share on Facebook185Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Reddit0Share on VKEmail this to someone

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Castelos de Portugal, Monumentos de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo