Castelo de Palmela

O Castelo de Palmela está situado na Vila de Palmela, no Distrito de Setúbal, Portugal. O castelo é visível da foz do rio Sado. Este castelo está situada na conhecida Costa Azul, no Parque Natural da Arrábida.Nos dias mais limpos é possível ver através da sua torre de menagem, a capital de Portugal, Lisboa. Este castelo situa-se a 240 metros acima do nível do mar, apresentado uma planta poligonal de forma irregular, com vários torreões em quadrado ou circulares.

O castelo está classificado como Monumento Nacional através do Decreto de lei publicado em 23 de Junho de 1910.  O castelo está diariamente aberto ao público.

O ampliamento da área da fortificação do Castelo de Palmela pode ser confirmado pela observação das suas muralhas, que foram dispostas ao longo da história em vários níveis e barreiras.

Castelo de Palmela na Pré-história

A ocupação desta serra remota à época pré-histórica, mais precisamente, ao período Neolítico, de acordo com  várias descobertas arqueológicas feitas até hoje. Diversos estudos associam o ano 310 a.C à constituição de um povoado na zona histórico de Palmela. Este povoado foi fortificado em 106, de acordo com a romanização que estava a ser feita na península Ibérica. Estes relatos foram feitos por um pretor da Lusitânia, com o nome de Áulio Cornélio.

O Castelo de Palmela está situado na Vila de Palmela, no Distrito de Setúbal, Portugal (Autor: HistoriaDePortugal.info)

O Castelo de Palmela está situado na Vila de Palmela, no Distrito de Setúbal, Portugal (Autor: HistoriaDePortugal.info)

Os mais recentes estudos arquelógicos apontam por uma ocupação continua desta serra deste então. Ao todo Palmela foi residência para Lusitanos, Visigodos, Muçulmanos e Romanos. No entanto, foram os Muçulmanos que, começaram a edificar a sua fortificação entre o século VIII e IX. No século X e XII o castelo seria alvo de mais obras com vista à sua ampliação.

Castelo de Palmela na Reconquista

Logo depois de Lisboa ser conquistada por D. Afonso Henriques, deu-se a conquista de Almada e Sintra. A conquista de Palmela foi fácil pois os muçulmanos simplesmente abandonaram a Vila. As forças muçulmanas estavam-se a preparar em Alcácer do Sal. Mais tarde os muçulmanos recuperaram a margem sul do rio Tejo. O exército cristão reconquista Palmela novamente em 1158 e finalmente em 24 de Junho de 1165 sendo feitas logo no seguinte ano obras de reforço à fortificação.

Quando D. Sancho I subiu ao trono, o povoado e os seus domínios foram cedidos pelo rei à Ordem Militar de Santiago, juntamente com Alcácer do Sal e Almada. Estas povoações voltaram a cair nas mão do exercito muçulmano, sobre o comando de Abu Yusuf Ya’qub al-Mansur. Esta reconquista foi feita no avanço do exército muçulmano para norte depois de reconquistar o Algarve. Estava agora nas mãos do enimigo o Castelo de Almada, Castelo de Palmela e Castelo de Alcácer do Sal.

A fortificação do Castelo de Palmela ficou bastante debilitada depois desta investida muçulmana. A reconquista por parte do exército cristão só seria feita entre 1194 e 1205. A doação destas terras aos monges da Ordem Militar de Santiago foi mais uma vez feita. Várias obras de restauro foram feitas no castelo.

Só depois da Batalha de Navas de Tolosa em 1212, é que se marcou uma vitória decisiva para o exército cristão, e as antigas terras até Évora foram todas reconquistadas.

Em 24 de Fevereiro de 1255, D. Afonso III, confirmou à Ordem Militar de Santiago, mais precisamente ao seu Mestre, D. Paio Peres Correira, os domínios cedidos inicialmente por D. Sancho I. Estes domínios eram Alcácer do Sal, Palmela, Almada e a Arruda. O sucessor de D. Afonso III, D. Dinis, mandou erguer no castelo a torre de menagem que defende a entrada principal do castelo. Esta torre foi construída sobre linhas góticas.

O rei D. João I mandou mais tarde fazer obras de ampliação e reforço no castelo em 1423, estas obras incluíam também a construção da Igreja e do Convento onde a Ordem Militar de Santiago se instalou definitivamente a partir de 1443.

Do antigo convento foi feita uma pousada, depois de uma breve requalificação em 1945. A partir do ano 1970 a pousada foi incluída na rede Pousadas de Portugal. No castelo tem sido feitas vários trabalhos arqueológicos, transformando alguns destes trabalhos em salas museológicas, áreas de comércio e serviços.

O castelo encontra-se classificado como Monumento Nacional por Decreto publicado em 23 de Junho de 1910.

Imagens do Castelo de Palmela

Partilha!Share on Facebook182Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Reddit0Share on VKEmail this to someone

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Castelos de Portugal, Monumentos de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo