Castelo de Paderne

Castelo de Paderne (Autor: Stavros1)

Castelo de Paderne (Autor: Stavros1)

Também conhecido como Castelo de Almóada, o Castelo de Paderne está localizado na região do Algarve, zona mais meridional do país, distrito de Faro, em Portugal, é um dos sete castelos representados na bandeira de Portugal.

Encontra-se em posição dominante sobre a ribeira de Quarteira, com a característica de ter suas ruínas uma tonalidade avermelhada.

Tem vestígios de ocupação românica, nos meados do século II a. de C., que conquistaram um primitivo castro lusitano e o transformaram em uma fortaleza militar e um centro político e administrativo, denominado Paderne ou Paderna.

Esta fortificação foi conquistada pelos árabes, no século VII a. de C.

Entre o século XI e o século XII, na última etapa de ocupação muçulmana da península ibérica, a quinta dinastia moura conhecida como Almóadas, levantou esta fortificação usando taipa, com o objetivo principal de estabelecer uma segunda linha interior de defesa na região de Albufeira, contra os ataques cristãos efetuados no período da Reconquista ou Guerra Santa.

No ano de 1189, o Rei D. Sancho I, com ajuda de uma esquadra de cavaleiros cruzados ingleses retoma os domínios para os reinos cristãos, posse que durou somente dois anos, momento em que o Castelo de Paderne foi invadido novamente pelo exército Almóada.

Foi no ano de 1248, sob o comando de D. Paio Peres de Moura, Mestre da Ordem de Santiago e sob o mandato soberano de D. Afonso III que a fortificação foi recuperada de forma definitiva para a Coroa Portuguesa.

Por volta do século XIV, o Rei D. Dinis entregou o Castelo de Paderne, a vila e o padroado de sua igreja em qualidade de doação para a Ordem de Avis, desempenhando-se no cargo de Mestre D. Lourenço Anes. Deste período não são registradas obras de recuperação ou restauração, mas sim a edificação de uma pequena capela em seu interior, que hoje se encontra em alto estado de deterioro e que ao parecer tinha no desenho original uma planta de formato longitudinal, com três altares e uma nave com cobertura de madeira.

A partir do século XVI, o conjunto arquitetônico foi abandonado ao perder a importância estratégica, entrando em decadência progressivamente, agravando-se por causa do terremoto do ano de 1755, que contribuiu na debilitação de sua estrutura, em particular na torre de menagem.

Características do Castelo de Paderne

O Castelo de Paderne é uma construção com o uso predominante da taipa, com detalhes de alvenaria, madeira e pedra. Possui uma planta com distribuição em formato retangular, que pela sua vez tem muralhas ameadas que se comunicam com uma passagem através de uma ponte com uma torre albarrã, de planta quadrangular.

Também possui uma porta em cotovelo oposta à torre. Esta organização na estrutura da fortificação permite identificar o Castelo de Paderne como um significativo exemplo de arquitetura militar islâmica desta tipologia de defesa interior e da época estabelecida.

Outros vestígios evidenciam rasgos de intervenções posteriores dos estilos gótico e manuelino, como o muro anterior ou barbacã, que servia para defender a porta em cotovelo.

Intervenções no Castelo de Paderne

Em 1986, a Direção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais (DGEMN) realizou trabalhos de reconstrução do arco que une as muralhas e de uma torre que estava em ruínas, além de proceder a encher com taipa partes da muralha que apresentavam deterioro.

Os remanescentes do Castelo de Paderne, isto é, as muralhas conservadas, a torre albarrã e as paredes da ermida interior de Nossa Senhora da Assunção, foram classificados como Imóvel de Interesse Público, pelo Decreto-Lei datado em 1971.

Posteriormente, no ano de 1997 o monumento foi adquirido pelo IPPAR (Instituto Português de Patrimônio Arqueológico), órgão dependente do Ministerio de Cultura, com o intuito de desenvolver um projeto de obras de restauro e valorização.

Imagem do Castelo de Paderne

Vídeo do Castelo de Paderne

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: ,
Publicado em História de Portugal, Últimos
Um comentário sobre “Castelo de Paderne
  1. Alex disse:

    Many websites and books state that Paderne Castle is only open on Wednesdays. However we found out today after a wasted journey that it is only open every first and third Wednesday of the month.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo