Castelo de Monção

O Castelo de Monção fica localizado na vila, freguesia e concelho de Monção, no distrito de Viana Castelo, no Minho, em Portugal.

Monção é uma vila fronteiriça, que fica na margem sul do rio Minho e na margem esquerda a jusante de Melgaço.

Assim, o castelo de Melgaço tinha inicialmente a função de defender neste trecho a passagem do rio Minho.

Antecedentes do Castelo de Monção

Segundo o que alguns pesquisadores sustentam,  inicialmente o sítio de Monção localizava-se no local onde hoje existe a aldeia de Cortes, também chamada de Monção Velha, que fica numa elevação, nas margens do rio Minho, a cerca de dois quilómetros a oeste.

Recentemente, foram realizados vários trabalhos arqueológicos nessa zona, mas essa possibilidade não fica totalmente esclarecida, sendo que tanto a povoação de Monção como o seu castelo não se encontram referidos nos documentos redigidos durante o reinado de D. Afonso Henriques.

Assim, não se sabe exatamente quando foi construído o Castelo de Monção.

O Castelo de Monção fica localizado na vila, freguesia e concelho de Monção, no distrito de Viana Castelo, no Minho, em Portugal (Autor: J. Alberto)

O Castelo de Monção fica localizado na vila, freguesia e concelho de Monção, no distrito de Viana Castelo, no Minho, em Portugal (Autor: J. Alberto)

Monção, uma vila da fronteira norte com Espanha sobranceira ao Rio Minho, foi fundada durante o reinado de D. Afonso III, através de uma carta de povoamento datada de 12 de Março de 1261.

Visto que originalmente esta povoação do Minho, situada a jusante de Melgaço, era apenas um pequeno núcleo urbano, não é credível que o castelo tenha sido construído durante o reinado de D. Afonso III, dada a pouca importância desta povoação.

História do Castelo de Monção

O Castelo de Monção foi, muito provavelmente, erguido durante o reinado de D. Dinis, no ano de 1306. No entanto, as caraterísticas e dimensões originais desta fortificação eram diferentes das dos nossos dias, visto que a praça-forte de Monção foi alvo de diversas obras de remodelação nos séculos seguintes.

Um dos episódios mais significativos que envolveram o Castelo de Monção e as suas muralhas ocorreu no século XIV, durante as guerras luso-castelhanas que envolveram D. Fernando, rei de Portugal e D. Henrique II, rei de Castela.

Nessa altura, as tropas castelhanas cercaram e sitiaram o Castelo de Monção, sítio este que se prolongou durante demasiado tempo.

O objetivo dos exércitos castelhanos era o de deixar a povoação sem alimentos e obrigá-la a capitular.

Assim, ao fim de algum tempo os víveres começaram mesmo a escassear, começando os sitiados a passar fome.

Reza a tradição local que, nessa altura, a mulher do alcaide do Castelo de Monção, de seu nome Deu-la-deu Martins, a fim de evitar a capitulação dos depauperados defensores, reuniu toda a farinha que restava dentro da fortificação, fazendo com ela pães.

Depois, ela foi até ao cimo da muralha e começou a atirar pães aos soldados castelhanos, simulando assim a existência de grande fartura, a ponto de se poderem dar ao luxo de distribuir pão pelos esfomeados soldados castelhanos.

Ao observarem isso, o exército de Henrique II, imaginando que o cerco demoraria ainda demasiado tempo, desistiu e regressou a Castela, sendo assim a vila de Monção salva das mãos dos invasores.

Este feito é ainda hoje recordado no brasão de armas da vila que ostenta o desenho de uma torre, no cimo do qual se pode ver uma mulher a meio corpo exibindo um pão em cada mão.

Durante o século XVII, as muralhas do Castelo de Monção foram objeto de uma profunda remodelação e ampliação, passando a configurar-se como uma construção militar modernizada e preparada para as novas táticas pirobalísticas.

Assim, aproveitando parte das muralhas medievais, esta ampla fortaleza apresenta uma planta poligonal, com os seus geométricos baluartes defendidos por vigilantes guaritas.

A eficácia deste dispositivo defensivo, após a intervenção aí efetuada, pode ser comprovada no longo assédio sofrido pela população de Monção quando, entre outubro de 1658 e fevereiro de 1659, o exército espanhol a sitiou, durante o período das Guerras de Restauração.

Ainda assim, apesar desta heróica resistência, a guarnição portuguesa acabaria por assinar a rendição, enfraquecida e dizimada pelos quatro violentos meses de combates.

Atualmente, o Castelo de Monção encontra-se classificado como Monumento Nacional, desde 23 de Outubro de 1910.

Imagens do Castelo de Monção

Vídeo do Castelo de Monção

Partilha!Share on Facebook62Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Reddit0Share on VKEmail this to someone

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: ,
Publicado em Castelos de Portugal, Monumentos de Portugal, Últimos
Um comentário sobre “Castelo de Monção
  1. Chandan disse:

    Hola Geninne! acabo de recorrer tu casa, graicas por invitarnos a entrar, las fotos son tan increibles como los espacios que disef1aste.Tu estudio es sof1ado, me encanta, el cuarto de los nif1os, la cocina, es un placer entrar a verla.Que suerte tene9s de tener un esposo tan creativo y bueno disef1ando, dale mis felicitaciones por todos los muebles y deme1s trabajos.no me canso de mirar!besos desde Argentina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo