Castelo de Melgaço

Situado na freguesia de Vila, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo, em Portugal, encontra-se o Castelo de Melgaço – a principal defesa raiana do Alto Minho, durante o século XII.

História do Castelo de Melgaço

O Castelo de Melgaço foi construído no ano de 1170, sob o patrocínio do primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques.

Mais tarde, em 1183, o mesmo passou à povoação de Melgaço, a pedido dos seus próprios habitantes, uma Carta de Foral que lhes garantia privilégios semelhantes aos que eram gozados pelo feudo galego de Ribadavia.

Foi a partir desse momento que Melgaço se começou a desenvolver rapidamente, sendo que logo no início do século XIII o primeiro castelo já se encontrava concluído, sendo que em 1205, ou como dizem alguns autores em 1212, a povoação de Melgaço em conjunto com outras povoações vizinhas e fronteiriças fizeram frente à invasão das forças do reino de Leão, em face da disputa entre D. Afonso II de Portugal e as suas irmãs, quando grande parte dos militares portugueses se encontravam em combate na batalha de Navas de Tolosa.

Situado na freguesia de Vila, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo, em Portugal, encontra-se o Castelo de Melgaço – a principal defesa raiana do Alto Minho, durante o século XII (Autor: José Antonio Gil Martínez)

Situado na freguesia de Vila, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo, em Portugal, encontra-se o Castelo de Melgaço – a principal defesa raiana do Alto Minho, durante o século XII (Autor: José Antonio Gil Martínez)

Para esta campanha construtiva, além dos habitantes destas populações e do apoio real, contribuíram também para esta campanha os recursos do Mosteiro de Longos Vales e do Mosteiro de Fiães.

Já no reinado de D. Sancho II, filho de D. Afonso II de Portugal, a nomeação do alcaide do castelo foi deixada a cargo do Concelho, mas esse privilégio foi-lhes novamente retirado por D. Afonso III que, após conceder a Melgaço um segundo Foral, reivindicou novamente esse direito para a Coroa.

Em 1245, iniciou-se a construção da cerca da vila, sendo concluído em 1263 o troço oeste.

Esta inseriu-se numa grande campanha de obras empreendida por D. Afonso III que, novamente apoiado pelo Mosteiro de Fiães, atualizou as defesas do Castelo de Melgaço. Ficaram responsáveis pelos trabalhos, conforme se encontra registado na placa epigráfica do portão principal, o alcaide Martinho Gonçalves e o seu aruiteto e Mestre de Pedraria, Fernando.

A importância desta vila até 1383 fica bem evidente no fato de que todo o trânsito entre Portugal e a Galiza tinha que ser feito obrigatoriamente por aí. No entanto, no contexto da crise que durou entre 1383 e 1385, Melgaço e o seu castelo seguiram a tendência do norte do país, ao tomarem o partido de D. Beatriz.

Depois disso, passaram a ser governados por um alcaide castelhano mas, em 1387, sofreram o assédio das tropas comandadas por D. João I, rei de Portugal, lutando denodadamente durante dois meses, acabando por fim a ficar debaixo do domínio do soberano português.

Quando nos finais do século XV o rei espanhol expulsou os sefarditas (judeus), Melgaço era um dos cinco únicos lugares da fronteira portuguesa que estavam autorizados a recebê-los.

Mais tarde, no século XVII, no contexto da Guerra da restauração da independência portuguesa, foi necessário proceder a obras de adaptação aos avanços da artilharia, recebendo as defesas da vila linhas abaluartadas que envolveram o recinto medieval.

Castelo de Melgaço na Atualidade

A 23 de junho de 1910, o Castelo de Melgaço foi classificado como Monumento Nacional, recebendo a muralha a mesma classificação, dezasseis anos mais tarde no Decreto de 19 de Fevereiro de 1926.

Mais tarde, já nos anos sessenta, o Castelo de Melgaço e as muralhas foram alvo da intervenção do poder público, mantendo-se mesmo assim as caraterísticas construtivas do conjunto.

Mais recentemente, com o desenvolvimento de novos projetos de valorização do núcleo histórico da vila, a torre de menagem do castelo foi requalificada como núcleo museológico, expondo vários artefatos obtidos pela pesquisa arqueológica.

Podem ainda aí ser vistos uma cópia do foral concedido a Melgaço, bem como as várias bandeiras que o país conheceu e outras coisas de interesse histórico.

Imagens do Castelo de Melgaço

Vídeo do Castelo de Melgaço

Partilha!Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Reddit0Share on VKEmail this to someone

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Castelos de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo