Castelo de Marvão

O Castelo de Marvão, fica situado na vila e freguesia de Santa Maria de Marvão, concelho de Marvão, distrito de Portalegre, no Alentejo, em Portugal.

[-] Tabela de Conteúdos

História do Castelo de Marvão

Quando D. Afonso Henriques e as suas forças militares tomaram a povoação de Alcácer do Sal aos mouros, entre 1160 e 1166, foram tomadas também as terras onde se encontrava já o Castelo de Marvão. Assim, não se sabendo exatamente o ano da sua edificação, fica claro que esta é uma fortificação de origem muçulmana.

Anos mais tarde, Marvão é mencionado como fazendo parte de terras portuguesas, aquando da demarcação do termo de Castelo Branco, em 1214. A primeira Carta de Foral de Marvão foi concedida pelo rei D. Sancho II, em 1226, com o objetivo de manter povoada e defendida diante das repetidas incursões castelhanas esta sentinela avançada do território de Portugal.

Em 1271, D. Afonso III de Portugal doou as terras de Marvão aos cavaleiros da Ordem de Malta, tendo sido posteriormente outorgados a seu filho, Afonso Sanches, juntamente com os senhorios de Arronches, Castelo de Vide e Portalegre. É por isso que, ao se iniciar o reinado de D. Dinis, a vila de Marvão e o seu castelo se viram envolvidos na disputa entre o rei e o infante D. Afonso, acabando no entanto por ser conquistados pelas forças do soberano no ano de 1299.

Castelo de Marvão (Autor: José Porras)

Castelo de Marvão (Autor: José Porras)

Para resolver essa questão, os domínios de Marvão, Portalegre e Arronches foram trocados pelos de Sintra e de Ourém, permanecendo assim os primeiros na posse do soberano. Foi então que D. Dinis confirmou a Marvão o foral de 1226 e empreendeu-lhe obras de ampliação e reforço das defesas, destacando-se dessas obras a construção da torre de menagem,que teve início no ano de 1300.

Já no reinado de D. Fernando de Portugal, em 1378, foi estabelecido em Marvão o couto de homiziados. No entanto, após o seu falecimento, e com o eclodir da crise de 1383-1385, a vila e seu castelo posicionaram-se pelo partido do Mestre de Avis. Foi então que, nos anos de 1407, 1436 e 1497, tanto o novo soberano como os seus sucessores concederam diversos privilégios à vila, novamente com o fim de incrementar o seu povoamento e defesa. Nesta fase, procedeu-se também ao reforço das muralhas, podendo esse fato ser constatado pela presença de cubelos datando dos séculos XV e XVI.

O Castelo de Marvão Da Guerra da Restauração aos Nossos Dias

Após a Restauração da independência portuguesa, e no contexto da guerra que se seguiu, as defesas do Castelo de Marvão foram remodeladas e adaptadas aos avanços da artilharia da época. Numa primeira fase, entre 1640 e 1662, o abade D. João Dama empreendeu a reconstrução de um troço da muralha e barbacãs que se encontravam em ruínas, providenciando também o reparo das portas do castelo e outros consertos necessários à conservação e defesa da vila.

No entanto, enquanto estava ainda em obras, o Castelo de Marvão sofreu assalto pelas forças espanholas, entre os anos de 1641 e 1648, batendo-se bravamente com a praça vizinha de Valencia de Alcántara, até à conquista desta pelas forças de D. António Luís de Meneses, decorria o ano de 1644. Segundo o que nos é relatado por Nicolau de Langres, tanto a guarnição de infantaria como a de cavalaria portuguesa nesta fortificação eram oriundos de Castelo de Vide, sendo que Marvão contava nesta altura com cerca de 400 habitantes.

Já no início do o século XVIII, mais precisamente no ano de 1704, o Castelo de Marvão foi conquistado pelos exércitos espanhois, sendo no entanto retomado em seguida, em 1705, pelas tropas portuguesas sob o comando do conde de São João. Dezassete anos mais tarde viria a ocorrer um novo assalto espanhol à vila de Marvão.

No século XIX, após o início da Guerra Peninsular, o Castelo de Marvão foi ocupado por tropas francesas, sendo libertado posteriormente, em 1808.

Anos mais tarde, aquando das Guerras Liberais, naquela que ficou conhecida como Guerra da Patuleia, o Castelo de Marvão foi ocupado pelas forças liberais, a 12 de Dezembro de 1833, vindo a sofrer o assédio das tropas miguelistas apenas um ano depois.

Atualmente, o Castelo de Marvão encontra-se classificado como Monumento Nacional, tendo o Decreto sido publicado em 4 de Julho de 1922.

Vídeo do Castelo de Marvão

Imagens do Castelo de Marvão

Partilha!Share on Facebook261Share on Google+1Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Reddit0Share on VKEmail this to someone

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: ,
Publicado em Castelos de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo