Castelo de Chaves

O Castelo de Chaves está localizado na cidade de Chaves, tendo a cidade o mesmo nome que o Castelo.

Pertencente à Freguesia de Santa Maria Maior, concelho de Chaves, Distrito de Vila Real em Portugal.

O Castelo de Chaves está em posição dominante sobre uma elevação à beira do Rio Tâmega, que por sua vez defendia a fronteira com a Galiza.

História do Castelo de Chaves

A primitiva ocupação humana desta região remonta à pré-história, conforme os testemunhos arqueológicos abundantes na zona.

Certamente refazendo o cenário a um castro pré-romano, à época da ocupação Romana na Península Ibérica, a actual cidade de Chaves foi um importante centro urbano, conforme testemunharam os vários vestígios arqueológicos.

Castelo de Chaves (Autor: Raquel N. Rodrigues)

Castelo de Chaves (Autor: Raquel N. Rodrigues)

A partir de 78 d.C. tornou-se sede de Município fundado por Tito Flávio Vespasiano, que a denominou Aquae Flaviae, em homenagem à excelência das águas termais em que a região é abundante.

Para unir as duas margens do rio, cortado pela estrada Romana que unia Bracara Augusta (actual cidade de Braga), e Asturica Augusta (actual Astorga, pertencente a Espanha), foi erguida a ponte de Trajano, datada do século I.

Acredita-se ainda que foi ainda datada neste mesmo período a primeira muralha envolvendo a povoação, circunscrita ao centro histórico da actual cidade, onde foi erguida a histórica Igreja Matriz.

Desde o século III que a cidade foi um grande palco das invasões por parte dos Suevos, destacando-se as lutas entre o Remismundo e Frumário que, disputando o direito ao trono, acarretaram a quase total destruição da povoação, culminando com a vitória de Frumário e a prisão do Bispo Idácio de Chaves.

Em seguida sucederiam os Alanos e Visigodos até que, no início do século VIII, à chegada dos muçulmanos, venceram assim Rodrigo, o último Rei dos Visigodos.

Os novos conquistadores terão vindo reforçar a fortificação de Chaves, uma vez que havia o choque entre Mouros e Cristãos que perdurou até ao século XI.

Características do Castelo de Chaves

Este conjunto é marcado pelo Castelo Medieval, em posição dominante sobre a cidade, com uma planta rectangular compreendendo internamente a Torre de Menagem e, externamente, fortificações com estilo Vauban.

Do Castelo Medieval sobreviveu apenas parte da muralha e a Torre da Menagem.

Esta apresenta uma planta quadrangular com as dimensões de 12 metros de lado por cerca de 28 metros de altura, dividida internamente em rés-do-chão (cisterna), e mais três pavimentos com tecto em abóbada de berço.

As paredes presentes neste monumento são em granito e no alçado a leste estão presentes as varandas em madeira.

Coroada por merlões e ameias, nos vértices, pequenos balcões semicirculares são suportados por matacães.

É acesa pelo primeiro pavimento, através de uma escada de pedra em ângulo, com guardas, também em pedra e uma porta em arco de volta perfeita, com uma moldura torada, e acima por um brasão real com dezanove castelos.

O conjunto encontra-se parcialmente envolvido por um jardim artístico, delimitado pelas muralhas.

Recentemente, entre 2001 e 2004 foram executados trabalhos de reconstrução de troços das muralhas, a cargo dos técnicos do IPPAR.

Imagens do Castelo de Chaves

Partilha!Share on Facebook72Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0Share on Reddit0Share on VKEmail this to someone

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: ,
Publicado em Castelos de Portugal, Monumentos de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo