Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro

Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro nasceu em Vila Velha de Rodão no dia 16 de Dezembro de 1896.

Educação de Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro

Nessa vila beirã Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro iniciou e concluiu os seus estudos elementares, rumando depois para a capital do país, onde viria a forma-se em Direito e a conseguir o feito de ser o primeiro aluno da Faculdade de Direito de Lisboa a ingressar no seu corpo docente.

Fruto de uma especialização académica posterior em Finanças Públicas, inicia uma relação de colaboração com o Diário de Notícias, mantendo nesse jornal, entre 1919 e 1928, uma página sobre economia.

Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro

Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro

Em termos políticos muito cedo Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro se identificou com as facções republicanas mais conservadoras, chegando mesmo a apoiar a Revolução Nacional, posição que o conduziu naturalmente a uma colaboração com o governo da Ditadura Nacional, assumindo funções como vogal da comissão liquidatária da dívida de guerra portuguesa à Inglaterra.

Esta relação com o regime saído da eleição por sufrágio universal do presidente da República Óscar Carmona em 1928 e a sua habilidade com as Finanças Públicas colocaram-no, durante a fase de estruturação do Estado Novo, em posições de destaque no aparelho governativo, permitindo-se inclusive rivalizar com António de Oliveira Salazar nos períodos mais insípidos da nova ordem que se avizinhava.

Após esta primeira fase, e já depois de, aparentemente, ter tentado chegar a Ministro das Finanças, acaba por aceitar o cargo de Subsecretário de Estado da mesma pasta (a convite do próprio Salazar, o Ministro na altura), ao qual se seguiram o de Ministro das Colónias (1931-1935), Ministro dos Negócios Estrangeiros (1935-1936) e embaixador de Portugal em Inglaterra durante o início da 2.ª Guerra Mundial.

Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro percorreu, desta forma, alguns dos cargos governamentais mais sensíveis e importantes da altura.

A consolidação das Finanças Públicas, a política externa e a questão colonial foram essenciais para a estruturação do Estado Novo que Salazar arquitectava.

No entanto, devido à sua insistência para que Portugal assumisse uma posição mais próxima do Aliados durante a segunda grande guerra, em especial na questão da cedência de utilização da Base das Lajes aos britânicos, fariam com que Salazar o afastasse da embaixada portuguesa em Londres.

Estes atritos com o Presidente do Conselho fizeram com que alguns sectores do país vissem Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro como uma alternativa a Oliveira Salazar caso a oposição democrática conseguisse chegar ao poder.

Esta hipótese não viria, no entanto, a vingar e Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro viu-se, progressivamente afastado dos círculos políticos devido a outros episódios de confronto ideológico com Salazar, caso da Segunda Guerra Ítalo-Etíope, da adesão de Portugal ao Comité de Não-Intervenção e do processo de revisão do Tratado de Aliança Luso-Britânico.

A partir dessa época e até ao ano da sua morte, em 1955, Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro voltou a sua atenção para o mundo empresarial e retoma a sua actividade universitária, ainda que mantendo sempre uma relação com a esfera política enquanto Procurador à Câmara Corporativa e Membro Vitalício do Conselho de Estado, órgãos onde ganhou bastante relevo graças às suas posições nos debates acerca da política colonial.

Na sua vertente empresarial alcançou o êxito como administrador em várias companhias, nomeadamente naquelas que, à época, mantinham negócios, sobretudo nas colónias, tal como a Refinaria Colonial à qual esteve ligado até falecer.

A um nível mais pessoal, importa referir que Armindo Rodrigues de Sttau Monteiro foi o pai de Luís de Sttau Monteiro, intelectual e escritor que se destacou enquanto aguerrido membro da oposição democrática ao regime do Estado Novo.

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Marcados com: , ,
Publicado em Estado Novo, Ilustres de Portugal, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Newsletter
Questionário

Ponte 25 de Abril ou Ponte Salazar?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Acerca
Bem-vindo ao HistóriaDePortugal.info, um portal informativo dedicado exclusivamente à História de Portugal.

Temos como objectivo ser o recurso mais completo na Internet sobre a História de Portugal.


Partilhar história
A História de Portugal está pouco divulgada na Internet. Ajude o HistoriaDePortugal.info a expandir através da partilha do seu conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo